quinta-feira, outubro 11

Torta de Carmim.

Imagine o azul. Agora o amarelo, depois o laranja e o verde.
Imaginou? Agora, imagine o turquesa ou o carmim, não foi diferente?

Não sei se com todas as pessoas acontece isso, mas eu, quando imagino essas duas cores, por exemplo, imagino coisas diferentes do que elas realmente são.
Deixe-me explicar melhor. Quando eu pensa no amarelo, vem a cor amarela na minha cabeça. Tudo bem, normal. Imaginar o azul ou o verde, a mesma coisa. Agora, se eu penso em turquesa, a cor que vem imediatamente à minha cabeça não é o azul-turquesa, e sim um tom de lilás leitoso.
Tá difícil entender? Então, vou explicar.

Para mim, as cores seriam como "águas coloridas". O azul, o amarelo, o verde... Possuem uma consistência bem aquosa mesmo. Como quando joga-se corante na água. Isso seriam as cores neutras. Agora, quando a cor vai ficando mais esbranquiçada, mais "leitosa", seria como se jogasse o corante no leite. Tá dando pra compreender? xD
E quanto mais "leite" for acrescentado às cores, mais consistente a cor fica. Desse modo, o azul teria a consistência de água, enquanto que o turquesa, aliás, o meu turquesa teria uma consistência mais firme, quase como leite condensado.

E então, que cor vem à sua mente, quando eu digo turquesa?

O carmim, é outra história. A primeira coisa que surge na minha cabeça, quando eu vejo essa palavra, é uma torta. Daquelas, iguais as dos filmes. Massa embaixo; recheio; e coberta com tiras de massa, formando uma "cestinha". Mas o carmim não é bem a torta em si, mas o recheio. Então, para mim, a cor carmim é um recheio de torta. Mas, ao contrário de imaginar um recheio vermelho (já que carmim É vermelho), eu imagino um recheio meio amarelado, com consistência de geléia. Pronto, aí está o carmim.

Coisa estranha. Isso são cores, são tons! Por que imaginar tanta besteira? Elas, de fato, não existem. Mas o quê no Mundo existe? Uma cor não á algo palpável, não é algo que você possa encontrar quando sai por aí na rua.
Cores não são como peixes ou frutas. Você não pode dizer:
" - Olha! Um azul voando!"
Cor azul não. Coisas azuis podem voar, mas não uma cor. Então, por que imaginá-las? Por que imaginá-las com formas e texturas? E por que então, imaginá-las diferentes do que elas são? Por acaso, elas são?

Deixa de viagem, garota.
Até outra hora.

Um comentário:

Grazzi Evans disse...

uhasuhsassa
nossa Bele,gostei!
E eu tbm imaginei uma torta quando vc falou pra pensar em Carmim oO
agora no turquesa,não deu tempo de pensar em muita coisa,hoho.
beeeijos

ps.: sabia que la em campos eu vi uma cidade chamada Gracibellis.Até tirei foto :P