terça-feira, outubro 2

A Day in the Life

Olá, tudo bem?

É, fazia tempo que eu não começava uma postagem com uma saudação. Pra ser franca, acho que nunca comecei uma postagem com uma saudação. Que seja.

"Olá, tudo bem?"
É, comigo até que as coisas vão bem. Sabe, nada de "muitíssimo bem, obrigada", mas também nada como "é... vai indo".
Mas tudo está estranhamente calmo. Ou seria estranhamente tedioso?

A vida vai seguindo, sem nada de incrível ou de péssimo acontecendo. Apenas coisas normais, momentos normais, conversas normais...
Nada de excitante; nenhuma bomba à beira da explosão; nenhum mistério para desvendar; nenhuma aventura; nenhuma desgraça; nem mesmo um aviãozinho de papel pairando sobre o lago.

Não que eu esteja reclamando, sabe?! Isso é até bom.
Mas, às vezes, sente-se falta de algo maior. Uma situação inesperada, um susto, aquele arrepio na espinha, um sorriso tímido, borboletas no estômago ou até mesmo aquele "Oi" que você jurava que não veria em um mês.

Sabe quais são minhas preocupações atuais? A prova do meio do curso de inglês, a espera interminável pela tradução/chegada do Harry Potter e o motivo do meu computador não querer abrir as imagens das páginas da internet. E só. Até o fato de eu não conseguir comentar em blog nenhum passou. Na verdade, me conformei. Ficar gritando com o computador e fazendo tudo que é possível para arrumar não adiantou até ontem, não será hoje que irá funcionar. Cansei.

Também cansei das minhas mensagens subliminares. As que estão em seus devidos lugares, continuarão, mas não vou colocar mais nenhuma nova (por enquanto), em lugar nenhum. Elas, aparentemente, não surtem efeito algum. Vou continuar esperando, se alguma possível resposta-subliminar aparecer, quem sabe... Não, não vai aparecer. Só eu sou tola o suficiente pra continuar com isso. É, é a vida.

Então, o que fazer agora? "Ah, esperar terminar de baixar 'Noites Sem Fim' e ler".
Mas, e depois? O Depois, ninguém nunca pensa no depois. Palavra estranha, d-e-p-o-i-s. Uma palavra que indica o que vem a seguir, o resultado, os frutos que você irá colher depois. Será que depois de hoje, alguma coisa vai mudar? Eu rogo para que mude, mas se não mudar, tudo bem, também. Será só mais um dia na vida.

Um comentário:

Grazzi Evans disse...

Nossa Bele,senti um leve desanimo nesse seu post :/
credo,sahuhsau
ainda bem que voce disse que ta tudo bem,imagine se não estivesse Oo!?
esta parecendo um post "brizado",do tipo "deixe as coisas fluirem,eu não ligo mais pra nada" *com cara de qm acaba de fumar seu marihuana xP
sshauuas

eu consigo postar no seu blog! [de vez enquando]
e vc tem q fazer carinho no computador,conversar direito com ele...isso sempre funcionou comigo =/
hsauhsa
beeeeeijos